domingo, 18 de abril de 2010

HISTÓRIAS DA ANTIGUIDADE: CIVILIZAÇÃO MAIA

CIVILIZAÇÃO MAIA

A civilização Maia habitou a região onde se encontra hoje o México, Guatemala e Belize, quando os espanhóis chegaram à região a civilização Maia já tinha entrado em decadência.

Na economia, a principal atividade era a agricultura e cultura do milho, principal produto, e também do algodão, tomate, feijão, batata e cacau, as propriedades rurais eram pertencentes ao estado e tudo era cultivado de forma coletiva, ainda nesse contexto, os Maias, no momento, não desenvolviam a pecuária, portanto, a caça ocupava uma condição de atividade econômica complementar. Atuavam na produção de artesanatos em diferentes tipos (com pedras, cerâmicas, tecidos etc.).

Na civilização Maia existia uma organização social na qual a sociedade era classificada em camadas: os nobres eram considerados pelos espanhóis como caciques, na verdade eram chefes guerreiros que executam a administração pública; os sacerdotes eram responsáveis pelos procedimentos religiosos, como cultos, oferendas, sacrifícios; o povo corresponde à parcela maior da população, eram basicamente trabalhadores e camponeses que se dedicavam a agricultura e ao artesanato; os escravos existiam em pequeno número, geralmente eram prisioneiros de guerra ou algum infrator.

Na política, elaboraram uma organização governamental que era representada pelo chefe, esse era auxiliado por nobres e sacerdotes que compunha um conselho, e a partir da organização dirigiam e recebiam os impostos.

Na religião os deuses eram relacionados com os fenômenos da natureza, como chuva, trovão, sol etc. Na arte as principais habilidades eram no campo da arquitetura, construções de esculturas e pintura e na ciência eram mestres na astronomia, na matemática, realizavam cálculos complexos e previsões de eclipses, fases da lua etc.

Eduardo de Freitas
Equipe Brasil Escola

Nenhum comentário:

Postar um comentário